8 de set de 2007


A Paz, não somente é possível.
Mas inevitável.

Estamos passando por um período que poderá ser considerado, como a fase mais obscura e crítica a vida do homem neste planeta. Toda a estrutura da sociedade humana parece estar ruindo, tanto dentro das fronteiras da própria pátria, como além delas.

"Em breve a presente ordem será posta de lado, e uma Nova Ordem será estendida em seu lugar". Bahá'u'lláh fundador da Fé Bahá’í disse isto há de 167 anos.

Paz é a conquista máxima do ser humano, o alvo mais elevado e útil de vida de uma pessoa, ou de uma nação. Idealmente, é o objetivo maior de toda a humanidade. Muitas são as metas, individuais e coletivas, mas todas levam, ou objetivam a leva, à conquista da Paz, na mais legítima expressão do termo, como estado ideal de vida, pois dela decorrem todas as outras conquistas, espiritual, cultural, cientifica e material, que o ser humano mais necessita, e pelas quais trabalha por alcançar.

È urgente que cada pessoa, cada grupo, cada entidade, cada corpo social, cada instituição coletiva, comece a pesquisar profunda e seriamente cada uma e todas as grandes propostas de solução para o ADVENTO DA PAZ MUNDIAL.

Pela primeira vez, o conceito de um mundo, só unido e sem fronteiras, é claramente vislumbrado. Um governo mundial, um legislativo mundial, um tribunal internacional de Justiça. Uma economia mundial. A eliminação dos extremos de riqueza e pobreza. Uma Língua Auxiliar Universal. Igualdade de direitos e oportunidades aos homens e a mulheres. A Religião purificada de dogmatismo, ritualismo e clericalismo, como a causa da Unidade entre toda a humanidade. A eliminação de preconceitos de qualquer espécie. Bahá'u'lláh claramente afirma que já é chegada à hora da maturidade da humanidade e que podemos e devemos viver unidos e em Paz.
A humanidade assemelha-se ao homem em seus três estágios de vida:

INFÂNCIA: Fase da Aprendizagem,
ADOLESCENCIA/JUVENTUDE: Fase da Rebeldia, das Buscas e das Experiências,
MATURIDADE: Fase da Transformação e do amadurecimento.

Ela passará por dois grandes momentos a que chamamos de:

A PAZ MENOR

Conjectura-se que a humanidade após um intenso sofrimento não encontrará outra saída, senão a abolição da guerra e disputas através do desarmamento geral das nações e chegará a um acordo de uma paz política, estabelecendo assim o que se chama de PAZ MENOR.

A PAZ MAIOR

A PAZ MAIOR há muito prometida e vislumbrada em todos os Livros Sagrados da Humanidade e também dos filósofos, poetas e cancionistas de todos os tempos; e cujo estabelecimento é a meta da Raça Humana, será alcançada somente mais tarde. Fundamentada sobre um novo alicerce moral, ético e espiritual que será a causa da transformação dos indivíduos da futura Civilização Mundial.

"Neste ciclo maravilhoso, a terra será transformada, e o mundo humano atingirá tranqüilidade e beleza. Disputas, contendas e assassínios serão substituídos por PAZ, verdade e concórdia; entre as nações e raças, veremos amizade e amor. A cooperação e a Unidade estabelecer-se-ão, sendo a guerra, afinal, inteiramente suprimida... A Paz Universal erguerá sua tenda no centro da terra, a Árvore da vida crescerá até abrigar à sua sombra, Oriente e Ocidente..., “fortes e fracos, ricos e pobres, seitas rivais e nações hostis que se assemelham o lobo e cordeiro, a leopardo e cabrito, a leão e novilho; virão a tratar-se reciprocamente com o mais perfeito amor, amizade, justiça e equidade”. O mundo encher-se-á de ciência; do conhecimento da realidade dos mistérios dos seres, e do conhecimento de Deus". (como já fora enfatizado...,prometido por todos os Profetas e manifestantes de Deus ao longo da História da Humanidade e em todos os Livros Sagrados. Onde o Profeta Isaías Disse há mais de 3.000 anos, seu capítulo 11, dos versículos 6 a 11:
.
...E morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará, e o bezerro, e o filho de leão e o animal cevado andarão juntos, e um menino pequeno os guiará.
A vaca e a ursa pastarão juntas, seus filhos se deitarão juntos, e o leão comerá palha como o boi.

E brincará a criança de peito sobre a toca da áspide, e a desmamada colocará a sua mão na cova do basilisco.

Não se fará mal nem dano algum em todo o meu santo monte, porque a terra se encherá do conhecimento do SENHOR, como as águas cobrem o mar.

E acontecerá naquele dia que a raiz de Jessé, a qual estará posta por estandarte dos povos, será buscada pelos gentios; e o lugar do seu repouso será glorioso...

No entendimento natural de 90% das pessoas, isto será aplicado no sentido natural do que está escrito; mas o que todos nós precisamos saber, é que todas as Escrituras Sagradas existentes no mundo, sem exceção de nenhuma. Seus escritos são baseados em parábolas e de sentido figurativo e espiritual, que somente através de um Manifestante de Deus, como Seus profetas; é que têm esta visão e condições de interpretá-las para que sejam claras aos olhos dos homens.

Está claro que nestas escrituras do Profeta Isaías; as figuras dos animais são as forças das nações e governantes, cada qual em sua proporção de poder e força, os filhos mencionados são os povos de todas as raças e nações; a Raiz de Jessé mencionada também neste capítulo se trata de Um Redentor Divino que surgiria provindo da descendência de Abraão que também é a mesma de Davi. Neste Capítulo 11 de Isaías no Antigo Testamento (versículo 1 e 2) implica o mesmo conceito: “E sairá uma vara da raiz de Jessé, e uma flor deverá elevar-se de sua raiz”. E o Espírito do Senhor irá descansar sobre ele: espírito da sabedoria e do entendimento, o espírito de conselho e fortaleza, o espírito do conhecimento e da piedade, que apareceria como O Remédio Divino para todas as enfermidades e males da Humanidade. Através D’Ele, seria erguido o Estandarte da Paz Universal, onde através de Suas Leis e Ensinamentos toda raça humana passará por uma transformação e regeneração.

21 de setembro Dia Internacional da Paz, que um dia há de reinar, num tempo que, ainda que não seja para nós, mas para os filhos de nossos filhos. Para as novas gerações. Onde se cumprirá a Oração Universal de (...) Jesus Cristo. Em São Mateus capítulo 6, versos 9 ao 13.

“Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;

Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;

O pão nosso de cada dia nos dá hoje;

E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;

E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre”. Amém.

Se avaliar-mos e estudar-mos a história da humanidade, vamos vê-la passo a passo como um bebê que nasceu, viveu todas as suas fases de infância naturais de uma criança normal, depois vamos perceber quando ela chegou a sua adolescência e com toda sua rebeldia e busca de novas experiências, como citado neste artigo, no parágrafo seis. Recebeu e colhe hoje o resultado de suas teimosias e desobediência as Leis Morais e Espirituais; e finalmente hoje a vemos em sua fase de maturidade onde ao alcançar a idade adulta, já escolada e cansada, busca as soluções e melhorias de vida, tanto espiritual como, material e social; e de um modo geral numa visão global onde toda a humanidade, possa desfrutar dos benefícios que obterão.

Isto não é uma utopia, mas uma realidade clara aos nossos olhos.

Reflexões baseadas na leitura de Escrituras Sagradas e livros Bahá’ís X Bíblia Sagrada, escrito por:

Catarina Cavalcante de Jesus.
Bahá'i de Goiânia-Goiás,
e-mail/ rouxinolcjgmail.com



"A terra é um só país e os seres humanos seus cidadãos"
-Bahá'u'lláh-

Um comentário:

Marco disse...

Um abraço baha'i, aqui de Portugal!
:-)

                            Quando a Semente Germina e dá Belos Frutos.                                  Uma História de fé, encantadora! ...