20 de jan de 2008

Relatório do l Encontro Bahá’í de Juventude

Excertos do Relatório do l Encontro Bahá’í de Juventude realizado no Timon – MA, ocorrido nos dias 5 e 6 de janeiro.

16/1/2008 09:43:12

(...) A Assembléia Local de Timon, preocupada em mobilizar os jovens para o ensino da Causa no Agrupamento, organizou o primeiro encontro bahá’i de juventude. Inicialmente o encontro era apenas para Jovens bahá’ís da comunidade, porém contamos com a participação de 30 jovens simpatizantes.
No primeiro dia iniciamos com orações e depois uma palestra sobre a fé bahá’í para os presentes. A Assembléia Local decidiu falar da Fé para fortalecer ainda mais a compreensão dos jovens bahá’ís, bem como ensinar os jovens simpatizantes e deixar nos corações dos presentes o sendo de Missão e, assim levantar para ensino da Causa.


Após a palestra, foi apresentado 01 vídeo Gladiador, como forma mostrar a situação do mundo atual e como os jovens bahá’ís podem ajudar a mudá-lo, compreender que, no presente momento a humanidade está passando por dois processo, o de integração e desintegração, esta surgindo um novo mudo á nossa frente e somente através do trabalho sincero, confiança, e senso de dever que podemos abraçar este mundo novo, sem deixar de lado nossos valores e nossos princípios e que através dos ensinamentos bahá’ís temos condição de manter este novo mundo como desejamos, e para isso é de vital importância o trabalho da juventude bahá’í no campo de ensino a Causa, o Guardião diz que;
“É em bahá’is jovens e ativos, como você, que o Guardião concentra todas as suas esperanças, para o progresso e a expansão da Causa, no futuro, e é sobre seus ombros que ele põe a responsabilidade de manter o espírito de abnegado serviço entre seus companheiros de crença. Sem esse espírito, nenhum trabalho pode ser realizado com êxito. Com esse espírito, o triunfo, embora seja ganho com dificuldade, é simplesmente inevitável.”


E a casa de justiça destaca que:
“A capacidade dos jovens de suportar condições árduas, sua vitalidade e vigor e sua habilidade de se adaptar às situações locais, enfrentar novos desafios e compartilhar seu calor e entusiasmo com aqueles que eles visitam combinado com o padrão de conduta sustentado pelos jovens bahá’is, fazem deles potentes instrumentos para a execução dos projetos contemplados.”


Após o filme foi feito um estudo sobre o jovem bahá’í e a sociedade moderna. De acordo com orientações da Assembléia Espiritual Nacional, utilizamos os materiais fornecidos e, ainda buscamos nas fontes sugeridas, que nos rendeu um ótimo material de estudo, focalizamos o papel importante que o jovem bahá’í tem na construção desse novo mundo, e como devem estar preparados para enfrentar todas as situações, estudamos a mensagem da Casa de Justiça de 1985 e outros escritos do Guardião sobre a juventude e o significado do que é ser bahá’í de acordo com Shoghi Effendi.
Então foi feito um estudo sobre a importância do pioneirismo, foi entregue junto ao material a lista dos lugares onde precisa de pioneiro, e ressaltado a importância do ensino individual e ou organizado pelas instituições e o engajamento dos jovens em uma das atividades básicas. Foi apresentado um filme sobre Rúhiyyih Khanún e a expedição Luz Verde preparado pela comunidade de Manaus, o vídeo foi apresentados para encorajar os presentes no serviço, mostrando-lhes que a Amada Mão da Cauda de Deus a pesar das dificuldades, continuou deu trabalho com uma guerreira que em nenhum momento voltou atrás, enfrentou desafios para levar o nome da Causa de Deus aos lugares longínquos. O vídeo deixou os amigos presentes maravilhados com essa desbravadora de bahá, estudamos a mensagem da Casa de Justiça de 1985, ano que foi designado pelas Nações Unidas como o ano Internacional da Juventude e o tema proposto foi: Participação, Desenvolvimento, Paz. Após estudamos sobre instituto de capacitação e a importância para crescimento sistemático, orgânico e sustentável da fé nos agrupamentos.


Estas atividades foram encerradas às 17 horas dando pausa para jantar e retornamos às 19 horas com uma linda noite mística onde foi dramatizado a historia dos sete mártires de Teerã, de uma forma que todos os presentes ficaram emocionados.


No dia seguinte ultimo dia do evento, iniciamos nossas atividades com o estudo sobre a educação de pré-jovens, e após estudamos a mensagem da Casa de Justiça 1988, trechos do livro 5. Então estudamos a mensagem da casa sobre a perseguição dos bahá’ís de Irã.


Depois uma palestra com um jovem bahá’i recém-declarado (quatro meses) com 15 anos, que logo após sua declaração ingressou no circulo de estudo completando toda a seqüência em apenas 03 meses, e na prática do livro 03 iniciou uma ABC com 32 alunos. O tema da Palestra foi sobre a dicotomia na vida de um jovem bahá í. A palestra levou todos os presentes a refletir em suas vidas pessoais e como organizá-la e de que forma poder servir a fé mais efetivamente.


(...) O encerramento do evento se deu às 17 horas do dia 6 com Assembléia Espiritual Local representada pela Srta. Leny Everson, fazendo uma avaliação final do evento, no qual foi unânime que este seja o primeiro de outros eventos dessa natureza. (...) segundo palavras de um dos presentes ˝o evento foi uma luz que irá iluminar futuros eventos dessa natureza. Deixou-nos mais fortes e nos mostrou que deve acontecer mais dessas atividades, eu não sabia que temos tanto poder assim em mudar o mundo, realmente a juventude pode mudar o mundo ˝ A Assembléia Local agradeceu a participação de todos e encorajou os jovens a entrar no campo de serviço a Causa. (...)




Fonte: Vanessa Castro



"A terra é um só país e os seres humanos seus cidadãos"
-Bahá'u'lláh-

Nenhum comentário:

                            Quando a Semente Germina e dá Belos Frutos.                                  Uma História de fé, encantadora! ...