16 de ago de 2010

Relatório diz “condenadas” as sete lideranças bahá'ís

Relatório diz “condenadas” as sete lideranças bahá'ís


NOVA IORQUE, 8 de agosto – A Comunidade Internacional Bahá’í recebeu relatórios indicando que as sete lideranças bahá’ís foram condenadas a 20 anos de prisão cada uma.

As duas mulheres e cinco homens estão sendo mantidos presos na notória prisão de Evin, em Teerã, desde sua detenção em 2008 – sendo seis deles em 14 de maio e um deles dois meses antes.

“Se esta notícia for correta, ela representa um final profundamente chocante para o caso dessas pessoas inocentes e inofensivas”, disse Bani Dugal, a principal representante da Comunidade Internacional Bahá’í nas Nações Unidas.
“Entendemos que eles foram informados dessa sentença e que seus advogados estão no processo de encaminhar uma apelação”, disse a Sra. Dugal.

Os prisioneiros – Fariba Kamalabadi, Jamaloddin Khanjani, Afif Naeimi, Saeid Rezaie, Mahvash Sabet, Behrouz Tavakkoli, e Vahid Tizfahm – eram todos membros de um grupo de âmbito nacional que atendia às mínimas necessidades dos 300 mil membros da comunidade Bahá’í do Irã, a maior minoria religiosa não muçulmana do País.

O julgamento dos sete consistiu em seis breves audiências que começaram em 12 de janeiro deste ano, depois que eles estiveram encarcerados sem acusações por 20 meses, durante os quais eles mal tiveram uma hora de acesso aos seus advogados. O julgamento encerrou-se em 14 de junho.

Os réus foram acusados de espionagem, atividades de propaganda contra a ordem islâmica, e o estabelecimento de uma administração ilegal, entre outras alegações. Todas as acusações foram completa e categoricamente negadas.



Para ler a versão original deste artigo on-line e ver fotografias, acesse (em inglês): http://news.bahai.org/story/786

Para ver a página do Baha’i World News Service, acesse: http://news.bahai.org/
Postado por Assessoria de Comunicação às 10:07

"A terra é um só país e os seres humanos seus cidadãos"-Bahá'u'lláh-

Nenhum comentário: