21 de fev de 2010

Criança de 06 anos, participa e assina documentos em Ato Público de Solidariedade pela Vida dos Sete bahá'ís presos no Irã




Isabel, estudante de 06 anos, participa e assina documentos em Ato Público de Solidariedade pela Vida dos Sete bahá'ís presos no Irã em 2008. O evento aconteceu no dia 04 de fevereiro de 2010, no auditório da assessoria Especial de Políticas para Igualdade Racial, coordenado pelo Grupo de Trabalho pela Paz da Prefeitura de Goiânia.


Abaixo segue uma pequena história desta criança

I.C.N na época com 04 anos, em 2007, já era conhecedora da História da perseguição dos Bahá'ís no Irã, quando observava atentamente sua avó ler um livro intitulado de, Quando o Coração Grita, William Sears.

Ao ver sua avó chorar todos os dias ao ler este livro, a pequena muito pensativa a questionou:

-Vovó, porque voce chora desse jeito todo dia quando lê esse livro?

Sua avó então lhe contou sobre a História dos Bahá'ís no Irã , lhe mostrando as ilustrações do livro e lhe contando as partes mais marcantes do sofrimento dos bahá'ís no Irã.

Desde então todos os dias ao ver sua avó ler o livro, ela corria para ouvir a História e ver as ilustrações.

Quando um dia I.C.N. viu sua mãe que estava doente e chorando por causa de problemas familiares ela lhe disse:

-Mamãe! Não chora não mamãe! Olha! A senhora sabe que lá no Irã os Bahá'ís sofre até? Eles bate nos baha´'ís mamãe, queima eles, os homens maus bate na sola do pé deles até sair sangue. As criancinhas não pode estudar, e eles mataram o pai de um menininho e uma menininha e deixou eles sem pai. Não precisa chorar a senhora vai ficar boa tá?

Passado um bom tempo, a avó de I.C.N, voltou para visitar a casa da filha e da neta levando uma sacola com roupas e pertences para passar alguns dias por lá. Quando colocou a sacola em cima do sofá, a pequena garota percebeu que o livro "Quando Grita o Coração", estava junto com os pertences de sua avó, então atônita ela diz para sua mãe:

-Alí mamãe! O livro que eu falei prá senhora, da História dos Baha´'ís no Irã, que a vovó tava lendo!

Ela sempre acompanha atentamente com sua avó os fatos que acontecem com os bahá'ís no Irã. No dia do ato público, à caminho para o local onde seria realizado o ato de solidariedade pela vida dos sete bahá'ís presos no Irã, I.C. N novamente perguntou:

-Vovó, até hoje os bahá'ís vão presos e sofrem da mesma forma que os bahá'ís daquele livro que a senhora leu?

Sua avó respondeu para ela que sim , que os bahá'ís desde a fundação da Fé sempre sofreram e sofrem ainda, amargas perseguições, porque são bahá'ís.

Categoria: Sem fins lucrativos/ativismo



"A terra é um só país e os seres humanos seus cidadãos"
-Bahá'u'lláh-


Nenhum comentário: