22 de dez de 2008

“Yá Bahá’u’lláh”(Ô Glória de Deus)





















“Yá Bahá’u’lláh”
(Ô Glória de Deus)

Neste brado estão todos os brados do universo nele a realidade divina soou.
O brado Yá Bahá’u’lláh neste dia de seu aparecimento é de mais proveito para ti do que todo o conhecimento das ciências e todas as riquezas da terra. Ele é o ritmo do progresso, é a corda da criação, a melodia da eternidade, e a senha para o Reino de Deus. Portanto, use-o para estabelecer-te no reino da confiança divina... Diga-o em tua solidão, brade-o em tua alegria. Murmure-o em teus momentos de fraqueza, e ele irá te conferir força. Este brado que traz o Concurso supremo para a porta de tua vida e confere o amor de Abhá sobre tua alma de confiança. Ele abre os céus dos mistérios, cores e enigmas da vida. Ele absorve todas as coisas, envolve todas as coisas, inclui todas as coisas. As palavras desta frase de “Glória à Deus”, deve ser cantada em harmonia com o sagrado ‘EU SOU” em Sua corte de onipotente verdade divina.”Ele abarca tudo o que há de substância e tudo o que existe no mundo do pensamento criativo.O Máximo Nome traz consigo a mais alta vibração; a vibração de expressão, quer mental ou oral, produz um resultado espiritual, independente do pensamento”.

-‘Abdu’l-Bahá-


"A terra é um só país e os seres humanos seus cidadãos"
-Bahá'u'lláh-


Conferência do Ponto Mediano do Plano de 5 anos



Conferência de São Paulo

Cerca de 40 pessoas das Comunidades Bahá'ís de Goiânia e Anápolis, sendo dos Agrupamentos Goyazes, de Goiânia e Nur, de Anápolis, estiveram presentes na Conferência do Ponto Mediano do Plano de 5 anos em São Paulo. Foi uma grande felicidade para todos nós participarmos de um evento histórico e que nos trouxe forças espirituais sem medida para continuarmos nosso trabalho na expansão da Causa de Deus na terra.

Com aproximadamente 1.700 participantes, a Conferência do Ponto Mediano do Plano de Cinco Anos para a região que engloba o Brasil, Paraguai e Uruguai, com a presença de Membros do Centro Mundial Internacional de Ensino de Haifa-Israel.

Agradecemos a Deus, a Bahá'u'lláh e a Casa Universal de Justiça, pela oportunidade concedida a todos para estarem presentes nesta conferência.Yá-Bahá’ul’Abhá!


Representante de Mídia da Comunidade Bahá'í de Goiânia

"A terra é um só país e os seres humanos seus cidadãos"
-Bahá'u'lláh-


Bahá'ís celebram os 60 anos da Declaração de Direitos Humanos

Nova Iorque — Várias comunidades bahá'ís por todo o mundo estão celebrando a semana dos Direitos Humanos – que este ano tem um dignificado especial porque marca os 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.


Em Nova Iorque, a Comunidade Internacional Bahá'í irá sediar um seminário de um dia sobre “Liberdade de Crença ou Religião: Perspectivas e Desafios após Sessenta anos de Proteção das Nações Unidas.”

O seminário, que será realizado no dia 8 de dezembro, contará com dois painéis de discussão com a presença, entre outros, de: Felice Gaer do Instituto Jacob Blaustein que trabalha para a Comissão sobre Liberdade Religiosa Internacional dos Estados Unidos; Azza Karam do Fundo das Nações Unidas para a População (Unfpa); Cole Durham do Centro Internacional para Estudos sobre Legislação e Religião da Universidade de Brigham Young; e Malcolm Evans da Faculdade de Direito da Universidade de Bristol.

"O Dia dos Direitos Humanos tem um significado especial este ano porque os direitos humanos parecem estar sob ataque vindo de várias direções”, disse Bani Dugal, a principal representante da Comunidade Internacional Bahá'í para as Nações Unidas, que também falará no evento em Nova Iorque. "Este ano, devido ao 60° aniversário da Declaração Universal de Direitos Humanos, é ainda mais importante, uma vez que o documento define os padrões normativos mais fortes para a liberdade de religião ou crença."

Pelo Mundo

Diversas comunidades bahá'ís nos níveis nacional e local planejaram eventos para o Dia dos Direitos Humanos, comemorado a cada ano em 10 de dezembro. Abaixo seguem alguns exemplos:

No Canadá, bahá'ís estão realizando ou apoiando pelo menos 10 eventos, incluindo a “Conferência sobre Direitos Humanos e Dignidade Global”, que será realizada em Victoria, British Columbia, nos dias 6 e 7 de dezembro.

Vários eventos com participação bahá'í acontecerão em diversas universidades canadenses, incluindo McGill em Montreal, e, em British Columbia, a Universidade Simon Fraser e a Universidade de British Columbia.

Celebrações locais ocorrerão em Chilliwack, Abbottsford, Colwood, Maple Ridge e Langley (British Columbia), e também em Richmond Hill e Okaville (Ontário).

"Temos encorajado as Assembléias Locais a realizar events”, disse Gerald Filson, porta-voz da Comunidade Bahá'í do Canadá.

No Brasil, bahá'ís participarão da XI Conferência Nacional de Direitos Humanos, que será realizada em Brasília entre os dias 15 e 18 de dezembro. São esperadas cerca de 1.500 pessoas, entre delegados eleitos nos 26 estados e no Distrito Federal, além de convidados e observadores.

A Comunidade Bahá'í do Brasil preparou, em parceria com o Fórum Nacional de Educação em Direitos Humanos, uma nova edição da “Passarela dos Direitos Humanos”, uma exibição de 30 painéis representando os artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. A Passarela foi projetada para ser um corredor pelo qual as pessoas podem passar e observar os 30 artigos. A nova edição da Passarela foi confeccionada utilizando linguagem e desenhos elaborados por alunos do ensino médio de uma escola do Guará, uma das cidades próximas de Brasília, com apoio financeiro parcial da Organização dos Estados Ibero-Americanos.

No Reino Unido, a comunidade bahá'í produziu dois folhetos para serem distribuídos em escolas e universidades acerca da perseguição aos bahá'ís no Irã e sua correlação com a Declaração universal dos Direitos Humanos, com foco específico no direito à educação.

"Nossos jovens bahá'ís de várias localidades estão também organizando seminários, eventos e apresentações”, disse Robert Weinberg, um porta-voz dos bahá'ís do Reino Unido.

Ele disse que os bahá'ís estão também apoiando uma carta aberta, assinada por diversos educadores, líderes religiosos e acadêmicos de várias partes da Grã Bretanha que critica a política iraniana de negar aos bahá'í acesso à educação superior. A carta será divulgada no Dia dos Direitos Humanos.

Na Áustria, a comunidade bahá'í organizou um evento em 6 de novembro de 2008 na Sede Bahá'í de Viena, marcando a prisão e assassinato de bahá'ís de origem judaica durante a II Guerra Mundial. A cerimônia também celebrou os 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Na Índia, bahá'ís estão realizando um programa em Lucknow que lançará um discurso sobre a erradicação da pobreza infantil, em colaboração com o escritório do UNICEF em Uttar Pradesh.

Estabelecido pela Assembléia Geral das Nações Unidas em 1950, o Dia dos Direitos Humanos marca o aniversário da adoção pela Assembléia Geral da Declaração Universal dos Direitos Humanos em 10 de dezembro de 1948. Ao longo dos anos, uma rede de instrumentos e mecanismos de direitos humanos foi desenvolvida para garantir a primazia dos direitos humanos e para confrontar violações de direitos humanos onde quer que elas ocorram.

Fonte: Bahá'í World News Service http://news.bahai.org/story/676



"A terra é um só país e os seres humanos seus cidadãos"
-Bahá'u'lláh-


14 de dez de 2008

11 de dez de 2008

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS À PAZ

O I Festival Mundial da Paz, foi realizado em Florianópolis-SC.Brasil é o 1º País a assinar o documento.


A Declaração Universal dos Direitos à Paz foi assinada em 01/09/06 durante o Encontro de Conselhos de Paz. A cerimônia foi no Teatro Álvaro de Carvalho, em Florianópolis.


DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS À PAZ


Paz
da criança no ventre da mãe

Paz
do recém-nascido

Paz
para a gente crescer e se transformar

Paz
no lar e no trabalho

Paz
entre homens e mulheres

Paz
entre as religiões

Paz
entre os partidos políticos

Paz
com democracia e tolerância à diversidade

Paz
entre nações

Paz
como solução dos conflitos

Paz
nos meios de comunicação

Paz
sem o uso de violência de qualquer natureza

Paz
sem fome nem miséria

Paz
sem medo ou insegurança

Paz
com liberdade e dignidade

Paz
com solidariedade e cooperação

Paz
com preservação do meio ambiente

Paz
com desenvolvimento sustentável

Paz
livre de apego, ódio, vingança, revide, ciúme e orgulho

Paz
de espírito

Paz

como cultivo dos valores eternos do Amor, da Beleza, da Verdade, da Justiça, da Liberdade e da Igualdade

Que a paz possa fazer morada no coração dos seres humanos através de uma educação que amplie sua consciência de mundo, desperte para seu papel de artífice da realidade e desenvolva o protagonismo da vida.

Que a visão que inspira a cada um seja construída a partir de um paradigma de paz e não violência, através de instituições e políticas públicas orientadas para a cultura da paz.

Que cada cidadão cuide de despertar a paz dentro de si, cultivando essas qualidades e valores sob orientação, quando necessário, de mestres, instituições e organismos afins.

Que se priorizem as práticas compassivas que geram no cotidiano vivência de paz e unidade nos níveis individual, social ecológico, planetário e cósmico.

Que governos e seus colaboradores assumam o dever e a responsabilidade de colocar as estruturas que dirigem a serviço dos diferentes aspectos da paz, contribuindo assim para a transformação da Cultura de Guerra em Cultura de Paz.

Que os currículos das instituições educacionais tenham como foco a educação para uma cultura de paz e não violência, promovendo a paz consigo mesmo, com os outros e com a natureza.

Que se desenvolve uma percepção que transcenda as individualidades de qualquer tipo, seja nas pessoas, instituições, comunidades e regionalidades, fortalecendo a consciência da unidade que permeia o visível e o não visível.

Que se promovam formam criativas de integração, nas quais a riqueza da razão esteja a serviço da inteligência do coração e que conduzam a uma sinergia entre a atual Cultura do Fazer para uma Cultura do Ser.

Que esse espírito de educação inspire a justiça e a segurança pública e que seus colaboradores sejam preparados dentro do enfoque educativo e não punitivo.

Que as prisões se transformem em centros de recuperação, através da educação e da produção de bens agrícolas e de consumo.

Que as forças armadas estejam a serviço da comunidade na construção de uma coletividade pacífica, justa e inclusiva.

Cabe à sociedade civil e às organizações não governamentais incentivarem e apoiarem os esforços dos governos no sentido de estabelecer uma cultura de paz.

Cabe às Nações Unidas realizar estudos e planejamentos estratégicos visando incentivar os governos na realização desses objetivos de paz.

Que cada consciência desperta seja um exemplo da paz que se deseja ver florescer no mundo, conspirando pacificamente para o desenvolvimento da unidade de toda a humanidade, para a integridade de cada indivíduo e a plenitude de todos os seres.

Que se derrubem as fronteiras e limites internos que separam os seres humanos de sua própria espécie e de todos os demais seres vivos, permitindo a todos uma convivência fraterna, próspera e benéfica.

Que nós, os povos da Terra, estejamos reunidos na Unidade da Paz, dançando no infinito do espaço eterno, sem começo e sem fim.

Esta declaração apóia e reforça a Declaração Universal dos Direitos Humanos, revoga e anula os abusos perpetrados pela violência.



"A terra é um só país e os seres humanos seus cidadãos"
-Bahá'u'lláh-


8 de dez de 2008

Que Haja Paz na Terra, a começar por mim!!!


http://www.fenixadeternum.blogspot.com/

Sabemos o que significa O Dia Internacional da Paz?
ALUNOS DO (CEMEI) CENTRO MUNICIPAl DE EDUCAÇÃO INFANTIL DE GOIÂNIA,DE 02 À 06 ANOS;MANIFESTAM SUA PAZ, na "I Caminhada Mundial da Paz", realizada no "I FESTIVAL MUNDIAL DA PAZ" em 2006!


Comemoramos mais este ano, O Dia Internacional da Paz, onde podemos ver e participar de vários movimentos e programas que proclamam a busca incessante dos homens pela Paz.

Paz.
Será que realmente sabemos o verdadeiro sentido da palavra Paz?
Paz seria... Eu desejar ao meu próximo à verdadeira felicidade sem nada querer em troca.

Paz seria... Eu trabalhar pelo bem de minha família consangüínea... E também pela minha família... Chamada Humanidade... Do meu setor...? Da minha cidade...? Do meu Estado...? Do meu país...?

Não! Não somente! Mas pela inteira raça humana, pois somos parte integrante do mesmo cosmo, do mesmo céu, da mesma terra, do mesmo mar e de todas as galáxias existentes. Será que a Paz começa dentro de mim? Ou será que quero fazer a Paz acontecer lá fora? Esquecendo às vezes de um pequenino, que dorme debaixo de nosso teto ou vive lado a lado conosco? Precisando de um sorriso pela manhã quando o sol entra com seus raios insistentes dentro das frestas de nossa casa? Apenas um pequeno raio de nosso sorriso, ou uma pequena palavra amiga poderia mudar o caminho e os rumos de uma vida que grita pela Paz. Paz em mim.Paz em meio a minha família.Paz dentro da minha casa.Paz aqui. Paz ali. Paz acolá.

Eu teria paz dentro de mim, vendo meu irmão consangüíneo ou um irmão fraterno..., filho de Deus. não importa há quanta milha esteja de mim. Se é branco, amarelo, vermelho, pardo ou negro. Eu teria Paz dentro de mim, vendo meu irmão a sofrer?

A sofrer... fome, frio..., dor..., abandono..., tristeza..., desilusão..., prisão..., violências tantas..., nas guerras..., nas doenças..., perdas...humilhações diversas..., preconceitos vários..., desprezo...

Eu sentiria Paz assim? No meu mundinho? E o Mundo lá fora? Não é meu lar? Extensão de mim mesmo?

Ah! Eu não sentiria... Pois como poderia eu estar em Paz , ou sentir Paz dentro de mim, se ao menos uma parte de meu corpo não estivesse inteiramente em harmonia e, perfeita sintonia com todo o meu organismo.Organismo...,já diz tudo.Organização de um todo.

“A terra é um só país, e os seres humanos seus cidadãos”-Bahá’u’lláh-

"Somos todos as folhas, flores e frutos de uma só árvore" -Bahá'u'lláh-

Ah! Esta Paz! Tão sonhada Paz!



Por: Catarina Cavalcante de Jesus


"A terra é um só país e os seres humanos seus cidadãos"
-Bahá'u'lláh-


5 de dez de 2008

MANIFESTE SUA PAZ!!!

FAÇA ACONTECER!!!

http://www.fenixadeternum.blogspot.com/


OS DIREITOS HUMANOS SÓ PODERÃO SER REALMENTE ALCANÇADOS EM PLENITUDE TOTAL, QUANDO TODOS SE DEDICAREM AO TRABALHO DO ESTABELECIMENTO DA SUPREMA PAZ MUNDIAL!


I FESTIVAL MUNDIAL DA PAZ EM SANTA CATARINA em 2006
&
II FESTIVAL MUNDIAL DA PAZ QUE SERÁ SEDIADO EM GOIÂNIA 2009



APRESENTA..."CHAMA DA PAZ"

CAMINHADA CHAMA DA PAZ,REALIZADA EM GOIÂNIA, PELO I FESTIVAL MUNDIAL DA PAZ

PARTE DAS FOTOS DA CAMINHADA EM 21 DE SETEMBRO DE 2006
Procure na coluna à sua direita e irá contemplar o álbum completo das fotos da caminhada.

TOCHA DA PAZ...

“Caminhada Chama da Paz”, pelo I Festival Mundial da Paz e XXIII Semana Bahá’i de Goiânia em 21 de setembro (Dia Internacional da Paz). A Comunidade Bahá’i de Goiânia, realizou a “Caminhada Chama da Paz”, onde a Escola Municipal Donata Monteiro da Motta, com cerca de 70 alunos de 10 a 15 anos, seus familiares, diretores, professores, autoridades e voluntários, acenderam a Tocha da Paz(Chama da Paz) no Monumento das Raças na Praça Cívica. A Tocha foi conduzida ao Monumento á Paz , onde acenderam a Pira olímpica com a tocha da PAZ, ao som da música cantada pelos alunos da escola, intitulada de: CORAÇÃO da PAZ.


CATARINA CAVALCANTE E OS ALUNOS DA ESCOLA MUNICIPAL DONATA MONTEIRO DA MOTTA...em caminhada.


ALUNOS DA ESCOLA MUNICIPAL DONATA MONTEIRO DA MOTTA...CAMINHAM...


ALUNOS DA ESCOLA MUNICIPAL DONATA MONTEIRO DA MOTTA...


FAMILIARES, PROFESSORES,AUTORIDADES, VOLUNTÁRIOS E ALUNOS DA ESCOLA MUNICIPAL DONATA MONTEIRO DA MOTTA...


CHEGADA AO MONUMENTO À PAZ...


LUCAS FURTADO, MONITOR DE PRÉ-JOVENS, FAZ O ABRAÇO AO MONUMENTO À PAZ...



JOSÉ ALVES GARCIA DÁ AS BOAS-VINDAS AOS CAMINHANTES DA PAZ.


MONUMENTO Á PAZ X PIRA OLÍPICA QUE FOI ACESA COM A TOCHA DA PAZ...POR ALUNOS DA ESCOLA MUNICIPAL DONATA MONTEIRO DA MOTTA...


SENHORA ZIA PEZESHKZAD E ALUNOS DO (CEMEI) CENTRO MUNICIPAl DE EDUCAÇÃO INFANTIL DE GOIÂNIA.


ANDRÉ ANIS ACOSTA... 02 ANOS... À CAMINHO DO MONUMENTO À PAZ!


AGORA...

Conheça a programação que está sendo preparada para a realização do II FESTIVAL MUNDIAL DA PAZ que será sediado em GoiâniA-Go.Ingresse no grupo e faça suas ações em prol da PAZ no mundo, em qualquer lugar do planeta que voce estiver!

Entre no site:
http://festivalmundialdapaz2.ning.com/
http://www.unipazgoias.org.br

De 04 à 07 de setembro de 2009
Local: Goiânia
Capital: Goiás
Site ou Mapa: http://www.unipazgoias.org.br
Info de contato: 62-3941-5556 / 3941-5557
Tipo de evento: Festival
Organizado por: FESTIVAL MUNDIAL DA PAZ


Venha Conhecer esta bela cidade.


Onde estiver, apresente-se como voluntário e vamos re-construir o mundo para a PAZ.


Catarina Cavalcante de Jesus
Membro do Comitê de Espiritualidade do II FESTIVAL MUNDIAL DA PAZ QUE SERÁ SEDIADO EM GOIÂNIA-GOIÁS-BRASIL.

"A terra é um só país e os seres humanos seus cidadãos"
-Bahá'u'lláh-


Posted by Picasa

4 de dez de 2008

Diga Sim para Santa Bela e Forte Catarina



Dulce Magalhães para redeunipaz,
Olá Povo da Paz,

Este é um pedido específico da Cruz Vermelha para atendimento às
vítimas das enchentes:
- Água, leite, alimentos não perecíveis;

- Copo descartável, fita crepe;

- Algodão, esparadrapo, gaze, termômetro, seringas, máscaras
descartáveis,

- Anti-térmicos e Anti-febris (Tylenol, Aspirina, AAS, Dramin,
Dipirona, Dorflex),

- Buscopan, Dicoflenaco Sódico;

- Soro fisiológico, Ppovidine, Neomicina, água oxigenada;

- Ataduras de todos os tipos, crepon, gessada;

- Pomada para picadas de insetos;

- Repelente e Inseticida;

- Luva faxina pesada e luva descartável cirurgica;

- Panos de limpeza, água sanitária, baldes, rodos e vassouras;

- Saco de lixo preto forte;

- Álcool;

- TNT para fazer lençóis descartáveis.

Os donativos podem ser encaminhados à Cruz Vermelha, em Floripaz, na
Rua Santos Saraiva, 821 ou pelo telefone 48 3244 6681 para ser
coletado em seu endereço.

Na paz,

Dulce Magalhães
www.clicrbs.com.br/sacerdotisa
Manifeste sua Paz!




"A terra é um só país e os seres humanos seus cidadãos"
-Bahá'u'lláh-