12 de nov de 2008

191° Aniversário do Nascimento de Bahá'u'lláh (1817/1892)




12/11/2008


Nosso saudoso e sempre radiante Osmar Mendes, falecido este ano, era um emérito pesquisador, um mergulhador contumaz no oceano infindável que é a Revelação Bahá'í. O texto a seguir foi por ele pesquisado, sistematizado e lapidado. Seu Osmar, como era carinhosamente chamado, nos ofereceu este texto por ocasião da celebração do aniversário de nosso Bem-Amado. Um dia sagrado como o de hoje. Deleitemo-nos com essa saborosa leitura!
I - O MANIFESTANTE DE DEUS

De bilhões e bilhões de seres humanos nascidos neste planeta nos últimos cinco mil anos que a História registra, apenas nove deles receberam do Criador Supremo uma condição de vida que os qualifica como Manifestantes de Deus, ou Mensageiros de Deus. São eles: Abraão, Krishna, Zoroastro, Buda, Moisés, Jesus, Maomé, o Báb, e Bahá´u´lláh.

Por que?

O Manifestante de Deus é o Arquétipo, e Sua vida o padrão supremo. Sua visão, não limitada ao tempo e ao espaço, abrange tanto o futuro como o passado. Ele é o único e imprescindível elo entre um ciclo de evolução social e outro. Sem Ele a História não teria significado e a coordenação de seus fatos seria impossível. Ainda mais, o Manifestante de Deus libera profundas reservas de poder espiritual e desperta as forças latentes no ser humano. Através dEle, e somente através de Sua intercessão, pode o Homem atingir o ?segundo nascimento.? Através dEle, e somente através dEle, pode o Homem conhecer a Deus.

A grandeza altaneira, a majestade do porte e a terna beleza da vida de um Manifestante de Deus não podem ser entendidas plenamente apenas pelos acontecimentos relacionados à uma vida santificada. A grandiosidade de tal vida expressa-se principalmente através daquela influência misteriosa que o Manifestante Divino exerce sobre um incontável número de vidas humanas.

O Mensageiro Divino é a Fonte da Luz do mundo espiritual, assim como o sol é a Fonte da luz do mundo natural. Do mesmo modo que o sol material brilha sobre a Terra, fazendo crescer e desenvolver-se os organismos materiais, também o Sol da Verdade, através do Manifestante Divino, brilha sobre o mundo da alma e do coração, educando os pensamentos, a moral e o caráter dos homens.

E assim como os raios do sol material têm uma influência que penetra nos mais obscuros e sombrios recantos do mundo, dando calor e vida até a seres que nunca viram o próprio sol, assim também a emanação do Espírito Santo, através do Manifestante de Deus, exerce uma influência sobre a vida de todos os seres humanos, até a daqueles que não conhecem a existência desse ser especial. O advento do Manifestante é como a vinda da primavera ? uma primavera divina. É um dia de Ressurreição no qual os espiritualmente mortos adquirem uma vida nova, a realidade das religiões divinas é renovada e restabelecida...

?O Dia em que os mais excelentes favores de Deus são profusamente concedidos à Humanidade, o Dia em que Sua poderosa misericórdia é infundida em todas as criaturas.?

Mirzá Husayn ´Alí Nurí, a Quem a História conhece como Bahá´u´lláh ? a Glória de Deus ? é um Manifestante de Deus. Nasceu na madrugada de 12 de novembro de 1817, em Teerã, capital do Irã, cujo aniversário comemoramos nesta oportunidade.

******************************

II - COMO SURGE UM MANIFESTANTE DE DEUS?

O próprio Bahá´u´lláh explica:

''O Invisível (Deus) de modo algum pode encarnar Sua Essência e revelá-la aos homens. Ele está, e sempre esteve, imensamente elevado acima de tudo o que se pode relatar ou perceber... Aquele que está para sempre oculto dos olhos dos homens, jamais poderá ser conhecido, salvo através de Seu Manifestante...''

''E como não pode haver laço direto para ligar Deus Uno e Verdadeiro à Sua criação... Ele ordenou que em cada era e Dispensação uma Alma pura e imaculada se manifestasse nos reinos da terra e do céu. A esse Ser sutil, esse Ser misterioso e etéreo, Ele atribuiu uma natureza dupla: a física, pertencente ao mundo da matéria, e a espiritual, oriunda da substância do próprio Deus.''

''Conferiu-Lhe também um grau duplo: o primeiro, ao qual se relaciona, é Sua mais íntima realidade, representa Deus como um Ser cuja voz é a voz do próprio Deus... O segundo é o grau humano... Essas essências do desprendimento, essas esplendorosas Realidades, são os veículos da graça onipresente de Deus. Seguindo a luz da guia infalível e possuidores de soberania suprema, são incumbidos de usar a inspiração de Suas palavras, as emanações de Sua graça perene e a brisa santificadora de Sua Revelação para purificar todo coração ardente e espírito receptivo, livrando o ser humano do pó das impurezas e limitações terrenas.''
(Seleção dos Escritos de Bahá'u'lláh)

--- Apenas como ilustração da grandeza e pureza da vida do Mensageiro Divino:

III - O SER HUMANO BAHÁ´U´LLÁH:

1. Como Criança: A infância de Bahá'u'lláh foi causa de deslumbramento para Sua mãe, conforme ´Abdu'l-Bahá relembrou um dia. Ele nunca chorava, nunca mostrava impaciência. Mirzá Buzurg, Seu pai, chegou à conclusão que dentre todos os seus filhos e filhas, este filho, Mirzá Husayn-´Alí, era alguém bem diferente.

Quando ainda criança de cinco ou seis anos, Bahá'u'lláh sonhou que se encontrava em um jardim onde enormes pássaros voavam sobre sua cabeça e O atacavam, mas eles não podiam feri-Lo; então foi banhar-se no mar e lá foi atacado por peixes, mas eles também não podiam fazer-lhe mal. Bahá'u'lláh relatou este estranho sonho a Seu pai, e Mirzá Buzurg chamou à sua presença um homem afamado por interpretar sonhos. Depois de fazer seus cálculos, ele disse a Mirzá Buzurg que a extensão do mar era este mundo em sua totalidade, e que os pássaros e os peixes eram as pessoas do mundo assaltando seu Filho, porque Ele estaria promulgando algo de importância vital relacionada com as mentes dos homens. Mas eles seriam impotentes para prejudicá-Lo, pois Ele triunfaria sobre todos eles para alcançar um assunto momentoso.

2. Como jovem: A educação e instrução que Mirzá Husayn-´alí recebeu foram muito limitadas, tanto em natureza como em extensão, como Ele mesmo afirma na Epístola dirigida a Násiri´d-Dín Sháh: ?O conhecimento corrente entre os homens, não estudei; suas escolas não freqüentei. Pergunte na cidade onde residi para que fique bem assegurado de que não sou daqueles que falam falsamente!?

Naqueles dias, os filhos de lares da nobreza recebiam educação sobre matérias que se adequassem às suas posições na vida, tais como montar a cavalo, usar uma arma, manejar a espada, caligrafia, conhecer as obras dos grandes poetas clássicos de sua terra, um bom conhecimento decorrente da leitura do Livro Sagrado, o Alcorão, e dificilmente algo mais. Recebiam tal tipo de instrução através de tutores especialmente contratados pelos pais e que deviam também ensinar boas maneiras.

Mas à medida que Mirzá Husayn-´Alí crescia, espalhava-se cada vez mais a fama de Sua inteligência aguçada, Sua mente alerta, Seu caráter ilibado, Sua benevolência, compaixão e natureza bondosa.

Aos quatorze anos de idade, Seu entendimento raro, Seu poder de argumentação, e Sua capacidade de exposição inigualável já eram bem conhecidos em todos os círculos. No entanto, Ele nunca se mostrava agressivo nem inclinado a discussões; ao contrário, era sempre cortês e paciente. Somente uma coisa despertava Sua ira, era quando alguém fazia alguma referência desrespeitosa aos Mensageiros de Deus e Seus Escolhidos. Mesmo assim Ele admoestava o ofensor de uma forma gentil e calma.
(Livro de H. Balyuzi, ?Bahá´u´lláh ? O Rei da Glória? )

3.Como adulto: Apenas um exemplo de Bahá´u´lláh na idade adulta: São palavras do único ocidental que teve uma entrevista exclusiva com Ele, o eminente orientalista, professor Edward G. Browne, da Universidade de Cambridge, que visitou Bahá´u´lláh em Sua residência em Bahjí, ´Akká, em 1890. Registrou o seguinte sobre seu encontro com o Mensageiro Divino, ao adentrar a sala onde Bahá´u´lláh se encontrava:

''... O meu guia parou por um momento enquanto eu tirava os sapatos. Então, com um rápido movimento de mão, retirou-se e, enquanto eu passava, abriu as cortinas; encontrei-me numa ampla sala, em cujo fim havia um divã baixo, e do lado oposto duas ou três cadeiras. Embora vagamente suspeitasse para onde ia e com quem haveria de estar (pois nenhuma informação me havia sido dada nesse sentido), passaram-se um ou dois segundos antes que eu, palpitante de admiração e reverência, tomasse finalmente consciência de que a sala não estava deserta.

No canto, onde o divã tocada a parede, sentava-se uma maravilhosa e venerável figura... Jamais posso esquecer-me da fisionomia daquele a Quem olhava, embora não possa descrevê-la. Aqueles olhos penetrantes pareciam ler-nos a própria alma; poder e autoridade residiam naquela testa larga, enquanto as linhas profundas na fronte e no rosto indicavam uma idade que os cabelos pretos de azeviche e a barba que, em indistinguível magnificência quase tocava a cintura, pareciam desmentir. Não me foi preciso perguntar na presença de quem eu estava, enquanto curvei-me diante daquele que é o objeto de uma devoção e amor que os reis poderiam invejar, e os imperadores almejar em vão!''
(''Bahá'u'lláh e a Nova Era'', p. 38)

SUA CONTRIBUIÇÃO COMO MENSAGEIRO DIVINO:

- Os Escritos de Bahá'u'lláh:

Como a Bíblia é para os judeus, os Evangelhos para os cristãos, ou o Alcorão para os muçulmanos, os escritos revelados por Bahá'u'lláh são considerados pelos bahá´ís como a Palavra de Deus e formam a base oficial da Fé Bahá´í.

A quantidade de escritos produzidos por Bahá'u'lláh em muito excede o número dos escritos das revelações dos Mensageiros de Deus que O precederam. O próprio Bahá'u'lláh estimou que o total de Suas obras somam a mais de 100 volumes, se todos fossem reunidos em uma série de livros.

Seus escritos são caracterizados por um vasto campo de estilos. Bahá'u'lláh escreveu tanto em árabe como em persa, demonstrando maestria insuperável em ambos os idiomas. Alguns trabalhos são apresentados como se fosse a voz do próprio Deus, em linguagem elevada e em bela prosa literária. Outros, são declarações diretas sobre moral e ética. Outros ainda, são trabalhos místicos e poéticos. Muitos de Seus escritos são cartas dirigidas a pessoas, chamadas de epístolas. Muitas delas ainda permanecem sem tradução. Seus trabalhos centrais, porém, foram todos traduzidos em muitos dos principais idiomas -- e seleções de Seus escritos foram traduzidos em mais de 800 idiomas e dialetos. Em português, todas as principais obras de Bahá'u'lláh existentes em inglês, foram traduzidas e publicadas pela Editora Bahá´í do Brasil.

- Seus ensinamentos para a transformação da sociedade:

Uma das características extraordinárias dos escritos de Bahá'u'lláh é o grau com que identificam exatamente as questões e as mudanças que mais preocuparam a humanidade no século XX e continuam preocupando neste início do século XXI.

O tema central de ensinamentos sociais de Bahá'u'lláh é que a humanidade é uma única raça e que é chegado o dia para a sua unificação em uma sociedade global. O reconhecimento da nossa unicidade essencial, declaram os escritos bahá'ís, proporciona o surgimento de um número de princípios sociais progressivos e novos ideais que os bahá'ís procuram promover no mundo inteiro.

Estes princípios sociais incluem a eliminação de todas as formas de preconceito, o estabelecimento da completa igualdade entre homens e mulheres, o reconhecimento da unicidade essencial das grandes religiões do mundo, a eliminação dos extremos entre a pobreza e a riqueza, a provisão da educação universal, a promoção de um padrão elevado de conduta pessoal, o reconhecimento da harmonia entra a ciência e a religião, a busca de um equilíbrio constante entre a natureza e a tecnologia e o estabelecimento de um sistema federal baseado na segurança coletiva.

Quando se considera como de forma tão próxima estes princípios associam os interesses sociais - das relações raciais à justiça econômica que alimentou os mais dinâmicos movimentos século XX; é claro que nunca houve um futurista, vidente, ou profeta cuja visão previsse tão exatamente as características críticas do quadro social. Longe de desvanecerem-se no irrelevante, as questões que Bahá'u'lláh focalizou vieram para transformar a vida coletiva da humanidade no século XXI.

- Seus ensinamentos para a evolução humana:

- Educação:

Bahá´u´lláh é considerado o ?Grande Educador da humanidade.? Por isso, ênfase especial é dada à educação como a chave para alavancar a imensa capacidade da humanidade para o desenvolvimento, para o progresso e para a verdadeira prosperidade, que harmoniza os fatores materiais e espirituais da vida humana.

''Considerai o homem como uma mina rica em pedras preciosas de inestimável, valor'' Bahá'u'lláh escreveu. ''A educação, tão-somente, poderá proporcionar a revelação desses tesouros e capacitar a humanidade a beneficiar-se disso.''

A educação, em conformidade com tal princípio, deve ser universal, incorporar valores espirituais positivos e atitudes morais. Os bahá'ís prevêem um futuro quando até mesmo ''a educação básica'' vai além da aprendizagem habitual e do ensino de habilidades simples. Os estudantes devem receber as ferramentas para que eles próprios possam analisar as condições sociais e as exigências da época para participarem do planejamento e das ações da comunidade e investigar a verdade por si mesmos. A unidade da humanidade é um elemento essencial de cada currículo bahá'í .

- Alguns dos Princípios básicos trazidos por Bahá'u'lláh:

- Unidade da humanidade,
- Igualdade entre homens e mulheres,
- Eliminação de preconceitos,
- Eliminação dos extremos de riqueza e pobreza,
- Independente investigação da verdade,
- Educação universal,
- Tolerância religiosa,
- Harmonia da ciência e religião,
- Uma comunidade mundial de nações,
- Um idioma universal auxiliar,

- Bahá'u'lláh enfatiza a importância dos Seus seguidores manterem sempre um elevado padrão moral, que inclui:

- Honestidade,
- Fidedignidade,
- Castidade,
- Serviço aos outros,
- Generosidade,
- Atos de serviço ao próximo,
- Pureza de motivos,
- Atos, mais que palavras,
- Unidade na diversidade,
- Trabalho como forma de adoração.

- E proíbe terminantemente:

- matar,
- roubar,
- mentir,
- adultério e promiscuidade,
- jogos de azar,
- bebidas alcoólicas,
- uso de drogas,
- falatórios e calúnia.

- Abrangência mundial das comunidades bahá´ís:

Em pouco mais de 160 anos, a Fé Bahá´í cresceu de um obscuro movimento no Oriente Médio à segunda das religiões mundiais mais espalhadas no mundo. Englobando mais de 2.100 grupos étnicos, raciais e tribais, é hoje o grupo organizado de pessoas mais diversificado no planeta. Sua unidade na diversidade e seu crescimento em todas as regiões do globo é uma prova da unidade do ser humano e a certeza da proximidade de uma era de paz e fraternidade, de justiça e progresso --- para todos os povos.

A Fé Bahá´í situa-se hoje entre as religiões mundiais de maior crescimento. Com mais de cinco milhões de seguidores, que residem em virtualmente todas as nações da Terra, é a segunda fé mais espalhada no mundo após o Cristianismo. Os bahá´ís vivem em mais de cem mil localidades nos cinco continentes, uma expansão que reflete sua dedicação ao ideal de cidadania mundial.

- Oportunidades para todos:

Atualmente, em todas as comunidades bahá´ís no mundo inteiro, desenvolve-se um programa de espiritualização individual, para crianças, jovens e adultos, através de atividades educacionais informais conhecidas como:

· Reuniões Devocionais:
A prática de orações e meditação em pequenos grupos, com regularidade normalmente semanal, nas sedes locais e nas residências de famílias bahá´ís.

· Círculos de Estudo:
Uma seqüência de livros para estudo em pequenos grupos, tratando de temas espirituais diretamente relacionados à vida das pessoas e seu desenvolvimento espiritual. Com os estudos didaticamente bem organizados, e com as práticas recomendadas, todos os participantes vêem-se transformados gradativamente, alcançando um estado moral e espiritual elevado, que lhe traz alegria, felicidade e uma finalidade superior de vida.

· Aulas de educação espiritual às crianças e pré-jovens:
Programas regulares, coordenados por instrutores capacitados, as atividades abertas às crianças e aos pré-jovens ajudam a formar o caracter moral e espiritual dos futuros cidadãos do mundo e transformadores da sociedade humana, dentro de padrões os mais elevados da natureza humana, inspirados nos ensinamentos divinos revelados por Bahá´u´lláh.

*************

Para concluir, três textos jubilosos de Bahá´u´lláh:

'Toda a glória a este Dia, o Dia em que as fragrâncias da misericõdia divina manaram sobre todas as coisas criadas, um Dia tão abençoado que os séculos passados, os tempos idos, não podem esperar jamais rivalizá-lo.''

''O tempo predestinado para os povos e raças da terra é agora chegado. As promessas de Deus, como registradas nas Sagradas Escrituras, foram todas cumpridas.''

''Bem-aventurado, em verdade, será o homem que tiver renunciado a todas as coisas e fixado seus olhos n´Aquele Cuja face irradiou iluminação sobre todos os que estão no céu e todos os que estão sobre a terra.''

*************

Esta é também a nossa mensagem e um convite para os amigos considerarem usufruir, integralmente, os favores prometidos por Deus e Seus Mensageiros, oferecidos com muito amor e sinceridade pela Comunidade Bahá´í do Brasil, neste Dia em que se comemora mais um aniversário de nascimento de Bahá'u'lláh, o Mensageiro Divino da Nova Era.

Fonte: Texto pesquisado pelo Sr. Osmar Mendes.


NOTÍCIAS da ABEN:
"A terra é um só país e os seres humanos seus cidadãos"
-Bahá'u'lláh-



Nenhum comentário: