17 de jul de 2008

A "BENÇÃO" DE BENTO XVI À CONFERÊNCIA INTER-RELIGIOSA DE MADRI

Madri, 17 jul (RV) - A “benção” de Bento XVI à Conferência inter-religiosa de Madri que desde o dia 14 até amanhã, dia 18 está reunindo sob iniciativa da Liga Mundial Muçulmana cerca de 200 autoridades religiosas judaicas, cristãs e muçulmanas. A benção do Papa foi levada pelo cardeal Jean Louis Tauran, presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso.

“O papa – disse o cardeal falando ontem à tarde – está convencido de que um diálogo baseado no amor e na verdade entre os seguidores do judaísmo, do cristianismo e do islamismo é o melhor modo para contribuir a fazer de todos os povos da terra uma só família”. “Judeus, cristãos e muçulmanos compartilham uma comum herança apesar de no passado tenham se registrado em alguns capítulos da sua comum história incompreensões, polêmicas, perseguições e também conflitos armados. Mas hoje podemos dizer que o diálogo abraãmico existe. Ainda mais, podemos dizer que o futuro da Europa, do Oriente Médio e de todo o mundo nos anos que virão dependerá da capacidade de judeus, cristãos e mulçumanos viverem como irmãos”.

“No mundo global no qual vivemos – disse ainda Dom Tauran – ousarei dizer que somos condenados ao diálogo”. “Juntos judeus, cristãos e muçulmanos, devem demonstrar que as religiões são uma fonte de paz e não de tensão e violência”.

Mas se é assim, porque hoje se tem medo das religiões? pergunta-se o cardeal. Ele mesmo responde dizendo que “não devemos ter medo das religiões: elas geralmente pregam a fraternidade”. Seria necessário ao contrário – acrescentou – temer “quem desfigura a religião colocando-a ao serviço dos desígnios do mal”. “O fanatismo religioso, por exemplo, é uma perversão das religiões como também a justificação do terrorismo em nome de valores religiosos”.

“Como pessoas que crêem – concluiu o cardeal Tauran – judeus, cristãos e muçulmanos não acreditam no fato. Sabem que, dotados por Deus de coração e inteligência, podem mudar, com a sua ajuda, o curso da história a fim de que a sua vida se harmonize com o projeto do Criador, isto é, fazer da humanidade uma autêntica família”. (SP)



"A terra é um só país e os seres humanos seus cidadãos"
-Bahá'u'lláh-

Nenhum comentário: