05/04/2008

MONUMENTOS MAIS IMPORTANTES DE GOIÂNIA

Monumento à Paz


Em 1988 atendendo a solicitação da comunidade Bahai, o artista plástico Siron Franco criou o monumento à paz mundial. Feita em forma de ampulheta, a obra está localizada no Bosque dos Buritis, setor Oeste. No centro existe espaço onde são colocadas terras de vários países. Até o presente, estão representados dezesseis países.
O objetivo da obra é mostrar a possibilidade de união de todos os povos em torno de um projeto de paz para todo o mundo. O monumento tem cinco metros de altura e pesa cinqüenta toneladas. Constitui ponto de atração turística para todos os que visitam o Bosque, compondo belíssimo cenário ao lado do lago.
Austrália, Israel, Holanda, Ghana, Portugal, Suécia, Uruguai e a ex-URSS foram os primeiros países a enviar amostras de seus solos. A ampulheta traz consigo os seguintes dizeres:
"A Terra é um só país, e os seres humanos seus cidadãos"

Fonte: PREFEITURA DE GOIÂNIA

http://www.goiania.go.gov.br/html/principal/goiania/monumentos/apaz.shtml



Monumento ao Bandeirante




No dia 9 de novembro de 1942 foi inaugurado o Monumento ao Bandeirante criado pelo artista plástico Armando Zago, atendendo solicitação do Centro Acadêmico XI de Agosto da Faculdade de Direito de São Paulo, para ser doado ao povo goiano.
A escultura em bronze possui três metros e meio de altura e está localizada na praça Atílio Correia Lima - antiga Praça do Bandeirante, no cruzamento das avenidas Goiás e Anhanguera, setor Central.
Ele busca retratar o bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva em corpo inteiro, tendo nas mãos uma bateia e armado de bacamarte. Foi alcunhado pelo índio como O Anhanguera por haver colocado fogo em álcool, fazendo-os acreditar que colocaria fogo nos rios, caso o impedisse de levar as riquezas da ter.


FONTE:http://www.goiania.go.gov.br/html/principal/goiania/monumentos/bandeirante.shtml



Monumento às Três Raças




Esta obra de rara beleza está localizada na Praça Dr. Pedro Ludovico Teixeira, antiga Praça Cívica, no centro da cidade, entre os palácios das Esmeraldas e Campinas, respectivamente sede dos governos estadual e municipal. Divulgado como símbolo de Goiânia, é exibido como cenário nas fotografias dos turistas.
O monumento foi criado em 1968 pela artista plástica Neusa Moraes. Trata-se de uma estrutura fundida com trezentos quilos de bronze e possui sete metros. Simboliza a miscigenação de três raças – negro, branco e índio, que houve e há na formação das características genéticas e culturais do povo goiano.

FONTE:http://www.goiania.go.gov.br/html/principal/goiania/monumentos/tresracas.shtml


Painéis da Via Sacra



A Rodovia dos Romeiros que liga Goiânia a cidade de Trindade transforma-se nos seus dezesseis quilômetros de extensão, em galeria aberta, trabalho único no mundo, contendo quatorze painéis que retratam os principais momentos da paixão de Jesus Cristo. Seu criador é o artista plástico Omar Souto que trabalhando "in loco" pintou as figuras sacras em cento e cinco dias.
Cada painel mede dez metros de largura por quatro de altura e compõe estrutura de concreto e alvenaria. Construídos aos pares são interligados de forma a sugerir a formação de um altar. Neste contexto se inserem as praças com áreas gramadas, iluminação com holofotes halogênios que destacam as pinturas dos painéis, bancos e sanitários.
O artista incorporou a sua obra fatos contemporâneos e situações de seu mundo afetivo. Todos os painéis mostram a menina Leide das Neves, vítima do acidente radioativo com o Césio 137, ocorrido em Goiânia em 1987. A esposa do pintor, seu irmão, amigos e passantes pela rodovia são retratados de forma singular e o próprio Omar Souto aparece no terceiro, décimo e décimo terceiro painel.
Comentando a obra, a Revista Veja publicou: "Os murais de Omar Souto, por retratarem de maneira monumental a ingenuidade de seu traço, casaram bem coma modernidade da rodovia - eles são agradáveis de serem vistos... O resultado é algo inédito em matéria de atração para os motoristas que cruzam as rodovias do país."


FONTE:http://www.goiania.go.gov.br/html/principal/goiania/monumentos/viasacra.shtml


Monumento a Câmara Filho


Um busto de bronze criado pelo artista plástico Angeles Ktenas em 1982 e que possui 65 cm de altura,presta homenagem ao jornalista Joaquim Câmara Filho, fundador do jornal O Popular, em 3 de abril de 1938. Está localizado na Praça Câmara Filho, no setor central, em frente ao Teatro Goiânia, no cruzamento das avenidas Tocantins com Anhanguera.
No início o Jornal circulava apenas duas vezes por semana.Câmara Filho era o responsável pela parte jornalística, exercendo ao mesmo tempo as funções de repórter, redator e editorialista. Exerceu o cargo de superintendente do Departamento de Propaganda e Expansão Econômica do Estado.
Primeiro órgão de divulgação impressa da imprensa goianiense, O Popular chega aos sessenta anos com a certeza de contribuído para a divulgação de fatos da história da capital, integrando o maior complexo informativo do Estado de Goiás.


http://www.goiania.go.gov.br/html/principal/goiania/monumentos/camarafilho.shtml



FONTE DESTAS NOTÍCIAS:PREFEITURA DE GOIÂNIA
http://www.goiania.go.gov.br/html/principal/goiania/goiania.shtml




"A terra é um só país e os seres humanos seus cidadãos"
-Bahá'u'lláh-

Nenhum comentário:

Ó meu senhor! Ó meu Senhor! Esta é uma lâmpada pelo fogo do Teu amor acesa, ardendo com a chama que se ateou na árvore da Tua misericórdia. Ó meu Senhor, aumenta-lhe a ardência e a chama com o fogo aceso no Sinai da Tua manifestação. Em verdade, és Quem ajuda e confirma; és o Poderoso, o Magnânimo, o Deus de Amor! -‘Abdu’l-Bahá-